quarta-feira, 4 de fevereiro de 2009

UM DIA DAQUELES QUE fazem

Doer, não pela quantidade de trabalho, mas sim pelo mau aproveitamento do tempo retirado da minha linda vida, que poderia ser utilizado em algo produtivo e útil para mim e para a sociedade.
Fico muito deprimido a quando as pessoas não entendem muito bem algo que é explicado palavra por palavra, o seu sentido e significado, quanto mais explico mais confusos se sentem, eu até sou bem expressivo e sei lidar com diversas formas de ser próprias de cada indivíduo.
Mas torna-se muitas vezes impossível chegar a alguém que por alguma razão pensa que a realidade das situações tem de ser dirigida pelas suas próprias regras e normas não dando espaço ás verdadeiramente criadas para a globalidade das pessoas independentemente delas serem ou não serem perfeitas perante uma determinada situação de vida.
As leis quando são idealizadas, tem por norma englobarem a população em geral, independente da sua cor, estatuo social, religião, etc., e, não é especificada unicamente para um só indivíduo.
Isto aplica-se em todo o lado onde existam normas e regras, tanto faz que seja nas instituições publicas como no tribunal ou nas finanças, nas empresas ou nas pessoas particulares, em qualquer local que nós nos movimentamos estamos sujeitos a leis, normas e regras.
Uma imposição ou observação sobre que aspecto for, vinda de alguém tem por dever cumpri-las e respeita-las, caso contrario será ignorado ou mesmo incompreendido pelas outras pessoas.
Isto tudo porque deparei com mais uma pessoa que desejava impor; o quero, posso e mando em tudo, se não for assim arranjava quem o fizesse.
Da minha parte não levou nada de ilícito pois eu não funciono dessa forma e nem acredito que encontre alguma forma de conseguir de alguém, aquilo que tanto pretendia.
Assim perdi tempo e gastei mais um pouco da minha preciosa vida.

Mas, passou e passei ao jantar, que foi mais uma vez gambas já cozidas do Pingo Doce com batatas cosidas, onde não faltou o respectivo ovo e a maionese, rápido e eficiente.
Passei á parte do sofá com o respectivo café.

COISA do DESTINO
Quem disse que eu sabia...
Que em um dia.
Uma pessoa tão especial ia entrar na minha vida.
Nunca acreditei em anjos.
Mais agora deu para acreditar.
Caiu do céu, na hora certa.
Era como se fosse uma forte luz.
Mais brilhava muito.
Era como se não houvesse outro anjo igual.
E com o tempo fui conhecendo esse anjo.
E aos poucos fomos descobrindo o porque ela tinha caído.
Uma coisa foi o destino.
Outra coisa é porque os nosso caminhos tinha que se cruzar naquele momento.
E outra para eternizar a nossa amizade.
E até hoje eu lembro do começo.
E eu sei que caso o destino nos separe.
Sempre lembrarei do anjo que conheci.
Que é uma grande amiga.
É de você bela, que eu estou falando.

Muito obrigado pela sua amizade.
E que continue para sempre.
Há fique sabendo que meu coração esta sempre disposto a você.
Autor: Desconhecido
È com esta vida que por vezes temos de contar e para que viva melhor, vou tentar esquecer este dia de um mau viver.
Fiquem bem pessoal são os meus votos.

8 comentários:

FERNANDA & POEMAS disse...

QUERIDO MIGUEL, BELÍSSIMO E VERDADEIRO TEXTO... QUANTO AO POEMA DE TÃO DELICADO... COMO QUE ENTROU NO MEU CORAÇÃO COMO UMA NUVEM, QUE VEM DE MANSINO FAZERNOS FELIZES... SUBLIME MEU QUERIDO MIGUEL... UM ABRAÇO DE MUITO CARINHO E TERNURA,
FERNANDINHA

gaivota disse...

Tens um desafio no meu cantinho à tua espera!!
Beijocas

Pelos caminhos da vida. disse...

Que dia hem amigo...mas não deixe esses imprevistos afetarem sua vida,seu humor,não vale a pena.

Que poema mais lindo,me emocionei.

Esta melhor?
Espero que sim.

Um gde abraço e uma otima quinta-feira,tem outro selinho lá,caso aceite é só pegar,acho que deves pensar,essa é a amiga dos selinhos,é que estou prestes a completar 50 anos e nessa semana estou presenteando todos os meus amigos com selinhos.

beijooo.

Paula disse...

Olá bom dia,
Como te compreendo... Por vezes digo que o meu dicionário não deve ser igual ao dos outros, ou que não falamos o mesmo Português.
Que fazer???
Nada, já desisti...
Beijos,
Paula

Anónimo disse...

Quem não gostaria de receber assim, uma poesia

amordemadrugada disse...

Olá Puro Amigo!
às vezes é assim! VidaS ATRIBULADAS!
Mas as vidas são tão pequeninas, não é!?
Bom, que tudo passe sem grandes stresses
Porque as gambas sabem bem, assim...descritas!
Besito amigo

Mitó disse...

Olá
Gostei de vaguear por aqui...
Poderei votar?
Mitó

Carmem disse...

Muito bonito o Blog...Bons e belos textos!...

Bjo